top of page

Assembleia Permanente do Clima do RN, em Mossoró, discute soluções sustentáveis para as cidades.


A programação da II Assembleia Permanente do Clima do RN - Ascop - começou nesta quinta (7) na UERN, e se estenderá até sexta-feira (8), na UFERSA, em Mossoró. “ A I Ascop realizada em Caicó, tratou da problemática dos resíduos sólidos e, agora, o tema são os problemas e alternativas que incluam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Mudanças Climáticas, tendo como base a Conferência Potiguar do Clima que deliberou o plantio de 5 milhões de mudas em 5 anos no Rio Grande do Norte.” Esclareceu a Professora Vânia Alberton, uma das Coordenadoras da Conferência Potiguar.



Durante a II ASCOP a organização está recebendo ideias e propostas dos participantes para cada

Objetivo de Desenvolvimento Sustentável – ODS - com o intuito de serem aplicados nas cidades. “ Após o evento, nós vamos publicar uma carta com as propostas apresentadas para serem disponibilizadas às autoridades públicas na busca da construção de municípios mais sustentáveis. Precisamos agir e unir forças, o meio ambiente tem pressa.” Ressaltou a coordenadora da Ascop Mossoró, Ana Luíza.

As mesas realizadas no primeiro dia trataram dos temas alimento, saúde, igualdade: caminhos para a erradicação da pobreza; Educação, igualdade de gênero e paz: caminhos para um RN melhor. Água para beber, trabalho para sanear, energia para viver e consumo responsável; Emprego digno, desenvolvimento industrial e parcerias em prol das metas; Mudanças climáticas, biodiversidade e justiça ambiental: estratégias e caminhos necessários “ Em períodos como esse, de seca, se você chegasse na comunidade tínhamos feijão, alface, milho para servir. Hoje, com a falta da irrigação, não temos. Antes esses produtos serviam tanto como alimentos para a comunidade quanto para manutenção da comunidade, pois também eram vendidos. Essa é a diferença de antes quando tínhamos irrigação e hoje, que não temos mais." Lamentou o representante da Comunidade quilombola Francinaldo Garcia.



A Assembleia conta com a participação de pesquisadores especialistas no assunto, estudantes, além de representantes da sociedade civil organizada e das comunidades tradicionais. Para o Pró-Reitor de Extensão da UFRN, Graco Aurélio, " a Conferência Potiguar e as Ascops estão sendo uma importante ponte entre a academia, sociedade e instituições para tratar algo tão fundamental e urgente como a crise climática,” esclareceu o professor que apoia e acompanha o evento desde a primeira edição.


Nesta sexta-feira(8) acontecerá a atividade prática na UFersa com a

apresentação do setor de mudas e dos projetos desenvolvidos na área ambiental com Visita Técnica ao setor e plantio de árvores com moradores(as) do Bairro Planalto, em Mossoró.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page